Alimentação saudável na ótica do Yoga e do Ayurveda

Tão importante quanto o que você come é o “como” você come. Para o yoga e o ayurveda, a saúde não depende apenas da escolha adequada dos alimentos que você irá comer ou evitar, mas principalmente do seu estado interno ao se alimentar. Fatores como o seu metabolismo, a sua capacidade digestiva a cada momento, o nível de fome real, os efeitos pós-digestivos e o estado emocional ao se alimentar são fundamentais para alcançarmos uma alimentação verdadeiramente saudável.

Quando comemos algo, devemos sempre considerar a capacidade do corpo para digerir. Mesmo que escolhamos um alimento saudável, se ingerido no momento inadequado e no estado interno inadequado, teremos uma digestão precária com conseqüente fermentação, putrefação, formação de gazes, queimação, indigestão, enjôos e outros sintomas, levando à formação de toxinas e a saturação do sistema digestivo. Embora estes sintomas pareçam pouco significativos para a nossa saúde, se persistirem por muito tempo poderão causar uma infinidade de doenças mais sérias, devido à migração destas toxinas para outras partes do corpo.

Desta forma, nossa saúde geral e longevidade dependem enormemente da saúde de nosso sistema digestivo, de nossa capacidade para uma boa digestão, assimilação e eliminação.

Por este motivo, para a sua saúde e felicidade, tente seguir o quanto puder as seguintes orientações:

1-Escolha o máximo de alimentos frescos e naturais, de preferência conforme o que é produzido organicamente em cada estação do ano. Evite uma dieta baseada em industrializados, processados, enlatados, congelados e conservas.

2-Não comer se estiver sem fome. A sensação vívida de fome é o indicativo de que este é o momento certo de se alimentar.

3-Beba líquidos conforme a sua sede, não force a ingestão de líquidos para além dela.

4-Coma sempre sentado, concentrando-se na refeição, sem TV, celulares, conversas de negócios e outras agitações mentais.

5-Mastigue bem o alimento, em média 32 vezes para cada bocado. Preste atenção ao sabor e coma devagar.

6-Finalizar a refeição diante da sensação de saciedade. Não seguir comendo mais após ter tido este sinal.

7-Não comer de novo pouco após ter finalizado uma refeição, quando ainda de “barriga cheia”. Deve-se respeitar o mínimo de 3 horas entre uma refeição e outra, de acordo com o reaparecimento da fome, sinal de que a refeição anterior já foi completamente digerida.

8-Não fazer excesso de misturas extravagantes numa mesma refeição.

9-Durante a refeição, não beber bebidas geladas, refrigerantes ou sucos de frutas, apenas água em temperatura ambiente para morna ou chás em pequenos goles.

10-Lembre-se, a digestão se dá através do calor e do fogo, tudo o que é frio apagará este fogo e prejudicará a digestão a curto e a longo prazo. Portanto, evite o hábito de comer ou beber coisas geladas.

11-Evitar os óleos refinados, o açúcar refinado e o sal refinado.

12-Não ir dormir de barriga cheia.

2018-02-14T12:53:29+00:00 19 de dezembro de 2014|Categories: Ayurveda, Nutrição, Yoga|Tags: , , , |0 Comments

Leave A Comment